Por onde anda o respeito?
22/10/15 | Postado por: Tati Lázaro

Estava comentando em um post da Flavinha e me senti motivada a trazer o assunto também aqui para o blog.

Tenho me sentido incomodada com a quantidade absurda de grupos em que me adicionaram (sem me perguntar se eu queria participar) no Facebook. Todos eles relacionados à cabelos crespos, a assumir cachos, a se assumir negra, a se assumir gorda, a se assumir a favor disso ou daquilo.

Fico pensando no que tem de errado com o ser humano. De repente tudo virou preconceito, tudo é motivo para apontar o outro, tudo é motivo para se impor ao outro algo que, talvez para ele, esteja tranquilo, de boa, sem peso algum.

flores

Acredito que todos tem o direito de levantar suas bandeiras, lutar por aquilo que acreditam, mas não devem fazer dos outros o seu escudo. Eu também acredito que RESPEITO é pelo que os outros devem lutar. Respeito para que cada um viva como quiser viver. Seja gordo, magro, negro, amarelo, de cabelo liso, de cabelo crespo, etc.

coisas boas

Já contei para vocês que eu participo de um projeto super bacana no Youtube, o Negras No Poder. O nosso objetivo não é levantar bandeira alguma, é somente dar a vocês, leitoras, muitas opções de maquiagem e beleza para o nosso tom de pele. Só isso. Sem ofender, sem faltar ao respeito com quem tem a pele de cor diferente. Ou pensa diferente de nós.

NÃO ESTOU AQUI DIZENDO QUE O PRECONCEITO NÃO EXISTE. Não é isso, pelo amorrr. Estou tentando mostrar que existe uma forma mais linda, leve e justa de expor a sua opinião para o mundo sem obrigar o outro a pensar ou agir como você. O respeito ao próximo é o primeiro passo para vivermos em um mundo onde queremos que todos sejam tratados da mesma forma.

Um beijo e sejam mais leves na forma de pensar e agir.

4

4 Responses to “Por onde anda o respeito?”

  • Tati, eu custo pra comentar aqui porque sou uma leitora desnaturada hahaha mas estou sempreee visitando e não quis deixar esse post passar batido porque concordo muito com você, e acho que as pessoas tem se tornado cada vez mais intolerantes e ao invés de espalhar o amor e realmente mostrar pelo que elas lutam de uma forma sadia, que faça realmente o outro pensar sobre aquilo, estão assustando muita gente. Espero que daqui uns tempos esse tipo de post não seja necessário, porque respeito é uma coisa tão básica.. ♥

    • Tati Lázaro disse:

      Falou tudo, Pri: respeito é uma coisa tão básica!!!

      E fico triste em ver tanta gente se esquecendo disso. Mas acho que não podemos nos desanimar, né? Que possamos ser o exemplo daquilo que ainda falta no outro. E eu quero sempre fazer a minha parte, de coração e gestos limpos.

      Um beijo, lindona!!! <3

  • Camila Aragão disse:

    Ola Tati, concordo em gênero número e grau, muitas vezes já tive a experiência de questionarem por que eu quis sair do grupo?! Gente, eu nem solicitei para participar por que questionar a saída, e ainda julgar, pois não tenho outra palavra que se enquadre melhor, as opiniões de cada um. Hoje estão mais preocupados se você concorda com a opinião geral ou não, nossa senhora cada um tem uma vida. Você expressou claramente este assunto, gostei muito…bjxuss

Leave a Reply